#PraCegoVer: Paciente sentado conversa com profissional de Saúde

Há cada 100 munícipes, 30 pessoas não comparecem às consultas e exames em Unidades de Saúde de Caraguatatuba e no Ambulatório Médico de Especialidades (AME). Estes são os registros da Secretaria de Saúde de Caraguatatuba da taxa de absenteísmo, índice que demonstra o número de usuários do Sistema Único de Saúde faltosos em consultas na rede pública. Em média, cerca de 30% dos pacientes não comparecem ao atendimento.

O secretário de Saúde de Caraguatatuba, Amauri Toledo, afirma que a taxa não só é prejudicial ao andamento de consultas gerenciadas pela Prefeitura de Caraguatatuba, como também pela Secretaria de Saúde do Estado de São Paulo, responsável pelo atendimento a todo o Litoral Norte pelo AME.

#PraCegoVer: Paciente, deitado, engessa pé com o auxílio de duas enfermeiras

“Quando um paciente falta sem avisar, ele tira a chance do próximo usuário de receber atendimento em tempo hábil. Por favor, não faltem em consultas médicas pré-agendadas. Caso necessite faltar por alguma razão, avise, para dar lugar ao próximo”, solicita o secretário.

Um dos maiores índices de absenteísmo, a Secretaria de Saúde de Caraguatatuba registra no Centro de Atendimento Materno Infantil (Ceami), onde, em média, ocorre 31,26% de faltas a cada 259 agendamentos. A UBS Porto Novo, neste ano, já chegou a atingir 40% de absenteísmo a cada 20 pacientes agendados em consultas e exames.